•  
     

93 Motivos para ser SANTISTA

93 motivos para ser SANTISTA



1 - É o time de Pelé, maior jogador de todos os tempos.
2 - Nasceu no mesmo dia em que o gigante navio Titanic afundava nas águas do Atlântico, em 14/04/1912;
3 - Antes de virar Santos, era chamado de Concórdia.
4 - Arnaldo Silveira foi o primeiro jogador a marcar pelo Peixe, contra o homônimo Santos Athletic Club, em 1912.
5 - Antes de virar alvinegro, usava camisas de listras brancas, azuis e douradas.
6 - Os 216 gols de Feitiço, 5º artilheiro do time.
7 - Logo no primeiro duelo com o Palmeiras, em 1925, vitória por 7 x 0.
8 - Só perdeu o Paulistão de 1926 porque o presidente Washigton Luís mandou suspender Feitiço por desacato à autoridade.
9 - Tornou-se, em 1927, o primeiro a quebrar a barreira dos 100 gols em um Campeonato Paulista. Foram 151 tentos.
10 - Friedenreich, maior jogador brasileiro da era amadora, jogou duas vezes e marcou um gol pelo Peixe.
11 - Foi quinze vezes campeão paulista.
12 - Ganhou o primeiro título paulista, em 1935, em cima do Corinthians, no Parque São Jorge.
13 - Os 167 gols de Araken Patuska, o 8o artilheiro do time.
14 - É o time brasileiro mais conhecido no exterior.
15 - O primeiro jogo fora do país aconteceu em 1954, no empate em 1 x 1 com o Gymnasia y Esgrima, da Argentina.
16 - Os 159 gols de Pagão, 9º maior artilheiro do time.
17 - Ter um exclusivo arsenal de sandálias para atirar das arquibancadas do Urbano Caldeira.
18 - A linha de ataque mais famosa da história: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe.
19 - Cinco Taças Brasil, de 1961 a 1965.
20 - O primeiro gol a ganhar uma placa na história foi de Pelé, em 1961, nos 3 x 1 sobre o Flu, no Maracanã.
21 - Duas Copas Libertadores, 1962 e 1963.
22 - Na década de 60, ver o Santos lotar o Maracanã, a 500km de sua sede.
23 - Dois Mundiais Interclubes, 1962 e 1963.
24 - Derrotar o Benfica de Eusébio em Lisboa na conquista do primeiro Mundial.
25 - Ver Almir Pernambuquinho acabar com o jogo na decisão do Mundial de 1963.
26 - Mesmo sem Pelé, bateu o Milan na decisão do Mundial de 1963.
27 - Foi o primeiro clube de fora a derrotar o Boca Juniors na mítica La Bombonera.

28 - Teve no gol Gilmar dos Santos Neves, maior goleiro da história da Seleção Brasileira.
29 - Os 405 gols de Pepe, 2º artilheiro do time.
30 - Cinco Torneios Rio-São Paulo.
31 - Onze anos sem perder para o Corinthians, de 1957 a 1968.
32 - O mais belo uniforme do futebol brasileiro, o "véu de noiva".
33 - Torcer para um time que tem estádio, ao contrário de outros alvinegros por aí.
34 - Saber que "clonaram" o Peixe mundo afora. Existem times chamados Santos na Costa Rica, África do Sul e México.
35 - Ter a mamífera baleia como mascote, mas chamar o time de Peixe.
36 - Saber que Portuguesa Santista e Jabaquara jamais irão ameaçar sua hegemonia municipal.
37 - Os 370 gols de Coutinho, 3º maior artilheiro do time.
38 - A liderança de Zito, o gerente da Vila.
39 - Os 21 títulos do técnico Lula, recorde no Brasil.
40 - Se orgulhar, mesmo sem nunca ter visto, o lendário gol de Pelé contra o Juventus.
41 - Ter um hino oficial, mas só cantar o não-oficial.
42 - Os 1.114 jogos de Pelé pelo clube.
43 - Ter dinheiro de sobra, inclusive para recepcionar Wanderley Luxemburgo com chuva de moedas.
44 - Os 198 gols de Dorval, 6º artilheiro do time.
45 - O título do Roberto Gomes Pedrosa de 1968.
46 - Os 78 títulos de Pelé.
47 - A elegância de Clodoaldo em campo.
48 - Os 151 gols de Tite, 10º artilheiro do time.
49 - Lembrar de jogadores com nomes estranhos como Gilberto Sorriso, Bompeixe, Polvo, Siriri, Serginho Fraldinha.
50 - O chapéu de calcanhar que Kaneco deu num jogador do Botafogo-SP antes de cruzar para Toninho Guerreiro marcar.
51 - Se orgulhar de ter três capitães campeões do mundo pela Seleção. Mauro Ramos, 62, Torres, 70, e Dunga, 94.
52 - Poder ir à praia antes de assistir ao time jogar na Vila.
53 - Ser um time que praticamente só joga com o segundo uniforme.
54 - Os 283 gols de Toninho Guerreiro, 4º artilheiro do time.
55 - Recordar que Armando Marques, em 1973, dividiu com a Lusa um título que era só do Santos.
56 - Tentar esquecer a despedida de Pelé, em 1974.
57 - Lembrar cada um dos 1091 gols que Pelé marcou pelo clube.
58 - Contar por 10 anos com o futebol de Carlos Alberto Torres.
59 - Os 183 gols de Edu, 7º artilheiro do time.
60 - Ver surgir candidatos a "novos Pelés" de tempos em tempos.
61 - Ganhar o Paulistão de 1978 após empate na prorrogação, mesmo perdendo para o São Paulo no tempo normal.
62 - As faltas perfeitas de Aílton Lira.
63 - Serginho Chulapa, artilheiro do Brasileirão 1983.
64 - Saber de cor a escalação do time que conquistou o Paulistão de 1984: Rodolfo Rodríguez; Chiquinho, Márcio Rossini, Toninho Carlos, Toninho Oliveira; Dema, Lino, Paulo Isidoro, Humberto; Serginho e Zé Sérgio.
65 - Ver Márcio Rossini dilacerar canelas adversárias nos anos 80.
66 - As comemorações malucas de Serginho Chulapa.
67 - Recordar a antológica série de defesas de Rodolfo Rodríguez contra o América-SP, em 1984.
68 - Não ser rebaixado com um time com Ijuí, Pedro Paulo, Totonho, Camilo e Marco Antônio Cipó.
69 - Saber que os maiores artilheiros na era pós-Pelé são João Paulo e Serginho Chulapa, com 104 gols.
70 - Lembrar que o japonês Kazu marcou o gol da vitória no clássico contra o Palmeiras, no Paulistão de 1990.
71 - Paulinho McLaren, artilheiro do Brasileirão 1991.
72 - Maldizer Sócrates, Neto e Marcelinho Carioca, ídolos corintianos que foram um fiasco na Vila.
73 - Guga, artilheiro do Brasileirão 1993.
74 - Os cabelos vermelhos de Giovanni.
75 - A inesquecível vitória na semifinal do Brasileirão-95 sobre o Flu por 5 x 2.
76 - Xingar o árbitro Marcio Rezende de Freitas pela eternidade afora.
77 - Tolerar os frangos do príncipe Edinho. Afinal, o pai dele só deu alegrias.
78 - Lembrar que, em 1995, Diego Maradona quase jogou no Peixe.
79 - Ter acreditado um dia que Camanducaia e Arinelson eram craques.
80 - Lembrar que Jorginho marcou o gol 10 mil da história, em 1997, contra o Vila Nova.
81 - Ver Careca encerrar a carreira no time do coração, em 1996.
82 - Ganhar o Rio-São Paulo de 1997 com um gol de Juari.
83 - A Conmebol de 1998, o último título.
84 - Viola, artilheiro do Brasileirão 1998.
85 - Saber que Narciso foi o jogador que mais atuou pelo clube nos anos 90, com 261 jogos.
86 - Torcer para que Joshua siga os passos do pai Pelé e do irmão Edinho.
87 - Ser o único clube brasileiro a manter a tradição na numeração dos defensores. Lateral-direito joga com a 4, esquerdo com a 3, central com a 2 e quarto-zagueiro com a 6.
88 - Ser eleito pela Fifa o maior time das Américas no século XX.
89 - Assistir ao nascimento de um novo candidato a craque, Diego.
90 - Não desistir da idéia de que a fila está para acabar. A esperança é a última que morre.
91 – Ganhar do Corinthians e ser Campeão Brasileiro de 2002.
92 – Ter Robinho sendo cobiçado pelos “Paga Paus” do Real Madrid.
93 – Cantar com orgulho os hinos do “Glorioso Alvinegro Praiano”

ta esplicado ne ? hauhauhahauhahau

Fonte:http://www.flogao.com.br/miolo/blog/293119

By VnS
 
Santos Sempre corinthians se prepara HUAHUAHUAHUAHUA
 
vaipracimadelessantos !
 
West >.< nao gostei! rum
tem que ser corinthiano pow =D
 
Sai dessa nem li isso ja num gostei do titolo tem que ser cotinthiano mano !!!
 
ser santista e ser feliz !
 
Santos E Um Bom time mais eu so Mais Meu Vascão s2
 
Santos? nem, prefiro meu Vascão.
 
SANTOS ATE A MORTE (Y)
 
Santos mano? aqui é CORINTHIANS kk =D